O que você precisa para abrir uma clínica veterinária?

O que você precisa para abrir uma clínica veterinária?

Abrir uma clínica veterinária é uma ótima alternativa para quem ama animais e estuda muito sobre o assunto! Não há nada mais gratificante do que conciliar a lucratividade do negócio seguindo uma paixão (um trabalho que você realmente se identifique e ame).

No entanto, abrir uma clínica veterinária não é um processo que acontece rapidamente. Por isso, vamos apresentar algumas reflexões para que você possa analisar com calma como fazer esse investimento. Continue a leitura e aprenda tudo sobre o assunto agora mesmo!

1. Faça um plano de negócios

Primeiramente, você precisa criar um bom planejamento, o tão conhecido “plano de negócios” ou business plan. Esse documento ajuda na organização de todos os próximos passos, além de manter um ótimo histórico das suas ações para a análise futura.

Ao estruturar o passo a passo para abrir a sua clínica veterinária você tem a oportunidade de refletir sobre cada ação. Além disso, evita que você se esqueça de algum detalhe importante ao longo do processo.

2. Verifique a parte contábil

Você não pode deixar de lado a parte burocrática do seu negócio. Veja o que você precisa providenciar para o seu negócio:

  • Registro na Prefeitura Municipal (que vai liberar o alvará de funcionamento);
  • Registro na Junta Comercial;
  • Registro na Secretaria da Receita Federal (que vai liberar o CNPJ do seu negócio);
  • Registro na Caixa Econômica Federal (para disponibilizar a conectividade social, tais como INSS e FGTS);
  • Registro no Corpo de Bombeiros (que vai avaliar o seu estabelecimento e conferir se ele está apto para a função que exercerá);
  • Registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Lembre-se que é bem importante ter atenção com essa parte burocrática para evitar que você tenha prejuízos ou complicações futuras. Afinal, se você não se enquadrar dentro da lei corre o risco de ter a sua clínica fechada, ser multado e ter muita dor de cabeça!

No entanto, saiba que a maioria das cidades conta com atendimento de apoio aos empreendedores, como é o caso do Sebrae. Então, qualquer dúvida que você tiver para abrir um negócio pode entrar em contato com eles.

3. Pesquise um espaço com boa localização

Saiba que ter uma boa localização é um dos principais critérios que os clientes avaliam na hora de optar por um determinado serviço. Isso porque, imagine que a sua clínica veterinária seja localizada em um bairro muito afastado e que não tem uma boa infraestrutura. Certamente, mesmo que você tenha ótimos produtos os clientes vão pensar duas vezes antes de “viajar” até a sua clínica, não é mesmo?

Outro critério importante é ter um estacionamento (seja na frente da clínica ou ter algum convênio próximo). Isso porque, imagine que a sua clínica seja localizada no centro da cidade (sendo considerada uma ótima localização), no entanto, é em uma via de muito movimento e que não tem estacionamento fácil. Aqui também, certamente, os clientes vão pensar duas vezes antes de continuar comparecendo ao seu estabelecimento, certo?

4. Crie um capital de giro

Ter um controle financeiro é essencial para manter o seu negócio funcionando. Por isso, tenha um bom planejamento financeiro e sempre deixe uma “gordurinha” para os imprevistos.

Nesse cenário, liste todos os gastos com a clínica e deixe um valor reservado para ajudar você a se manter nos primeiros meses. Afinal, até a sua empresa não ser tão conhecida, talvez você não tenha tanto retorno financeiro. Então, ter um plano B e um bom capital de giro para manter a motivação e o empenho.

5. Faça boas contratações

Você precisa contratar uma equipe de confiança, qualificada e que tenha empatia e muito respeito com os animais. Afinal, os donos dos pets vão lidar diretamente com a sua equipe (seja na recepção, na limpeza ou no banho e tosa). Então, tenha uma equipe que transmita confiança, respeito, tranquilidade e muito amor pelos animais.

Ao contratar a sua equipe, lembre-se sempre de investir em ações de comunicação interna para manter sempre o seu time motivado. Sempre envolva os seus funcionários nas tomadas de decisão e crie uma comunicação de mão-dupla.

Faça reuniões mensais para apresentar os resultados para o time, para conversar como foi o mês e para mostrar as próximas metas e ações. É sempre importante ouvir as sugestões, reclamações e opiniões dos seus funcionários para criar estratégias de crescimento.

Além de pagar um valor justo ao seu funcionário (o salário deve ser compatível com a função), invista em treinamentos, confraternizações e outras atividades que estimulem a integração e motivação da sua equipe. Afinal, os seus funcionários têm um papel fundamental para ajudar o seu negócio crescer e prosperar.

6. Invista em marketing

Você precisa ter uma boa reserva financeira para investir no marketing do seu negócio. A notícia boa é que existem diversas agências de comunicação que oferecem planos interessantes que cabem no seu bolso.

O seu negócio deve ser norteado pelo profissionalismo e isso se estende em todas as áreas (tanto no universo on-line quanto off-line). Por isso, contar com o apoio de especialistas no assunto ajuda a sua clínica ter mais visibilidade em um tempo menor. Veja algumas sugestões para divulgar o seu negócio:

  • esteja presente nas mídias sociais;
  • crie conteúdo de qualidade e de interesse do seu público;
  • mapeie as personas do seu negócio;
  • tenha um blog;
  • invista no inbound marketing;
  • crie um site dinâmico, divertido e eficaz;
  • monitore os resultados;
  • invista na assessoria de imprensa;
  • crie flyers e distribua em pontos estratégicos da sua cidade.

Abrir uma clínica veterinária é o sonho de muitos estudantes e profissionais da medicina veterinária. Isso porque, além de unir a sua profissão e paixão pelos animais, o profissional estará cuidando do seu negócio, garantindo mais lucratividade e obtendo ótimos retornos. Mas para isso, é preciso ter atenção com diversos detalhes. 

Por isso, neste post, elaboramos algumas reflexões para você analisar ao optar por abrir uma clínica veterinária. Você gostou das nossas dicas? Se sim, aprenda agora mesmo como precificar os serviços no seu pet shop! Boa leitura!

Deixe uma resposta

Fechar Menu